Vincent Aboubakar é um dos nomes mais conhecidos do futebol africano, especialmente depois de sua atuação na Copa Africana de 2017, realizada no Gabão. O atacante, que na época defendia o Besiktas, da Turquia, foi o autor do gol que deu o quinto título continental a Camarões, na final contra o Egito.

A trajetória de Aboubakar

Nascido em Yaoundé, capital de Camarões, em 1992, Aboubakar começou sua carreira no Coton Sport, um dos principais clubes do país. Em 2010, foi contratado pelo Valenciennes, da França, onde se destacou por sua velocidade, força e faro de gol. Depois de quatro temporadas na Ligue 1, foi vendido ao Porto, de Portugal, por 3 milhões de euros.

No Porto, Aboubakar não teve muitas oportunidades, sendo emprestado ao Besiktas em 2016. Foi no clube turco que ele viveu seu melhor momento na carreira, marcando 19 gols em 38 jogos e sendo campeão nacional. Além disso, foi convocado para a seleção de Camarões, com quem já havia disputado a Copa do Mundo de 2014, no Brasil.

Bola de futebol parada em um campo de futebol de grama verde.

A campanha de Camarões na Copa Africana de 2017

Camarões chegou à Copa Africana de 2017 como uma das seleções mais tradicionais do continente, mas sem o favoritismo de outras edições. Os Leões Indomáveis tinham um elenco jovem e desfalcado de algumas estrelas, como Samuel Eto’o, Alex Song e Joel Matip, que recusaram a convocação.

No entanto, a equipe comandada pelo técnico belga Hugo Broos surpreendeu a todos com sua garra, união e talento. Camarões se classificou em segundo lugar no grupo A, atrás do anfitrião Gabão, e eliminou Senegal e Gana nas quartas e semifinais, respectivamente.

A final contra o Egito

A final da Copa Africana de 2017 foi disputada no dia 5 de fevereiro, no Estádio de l’Amitié, em Libreville. O adversário de Camarões era o Egito, a seleção mais vencedora da história do torneio, com sete títulos. Os Faraós saíram na frente com um gol de Mohamed Elneny, aos 22 minutos do primeiro tempo.

Camarões não se abateu e buscou o empate com Nicolas Nkoulou, aos 14 minutos da segunda etapa. O jogo parecia se encaminhar para a prorrogação, quando Aboubakar entrou em cena. Aos 43 minutos, ele recebeu um lançamento na área, dominou no peito, driblou um zagueiro e chutou de bico, no ângulo do goleiro Essam El Hadary. Foi um golaço que garantiu a virada e a festa dos camaroneses.

O legado de Aboubakar

Aboubakar foi o artilheiro de Camarões na Copa Africana de 2017, com dois gols, e eleito o melhor jogador da final. Ele também entrou para a história como o autor do gol mais tardio em uma decisão do torneio, aos 88 minutos e 9 segundos. Seu feito foi comparado ao de Roger Milla, que marcou o gol do título em 1984, também contra o Egito.

Depois da Copa Africana de 2017, Aboubakar voltou ao Porto, onde se tornou um dos principais jogadores do time. Em 2018, ele foi campeão português e vice-artilheiro do campeonato, com 15 gols. Em 2020, ele se transferiu para o Besiktas, onde segue brilhando. Pela seleção de Camarões, ele já soma 63 jogos e 22 gols, sendo um dos líderes da equipe.

Artigos Relacionados

Yacht

Qual é o Valor do Iate do Cristiano Ronaldo?

Última atualização on 05/02/2024 by Navegue Temporada
Read More
Napoli FC

Napoli: o campeão italiano que encanta com seu futebol ofensivo

Última atualização on 18/01/2024 by Navegue Temporada
Read More
Bola de futebol parada em um campo de futebol de grama verde.

Os craques que fizeram história no Corinthians

Última atualização on 17/01/2024 by Navegue Temporada
Read More
Bola de futebol parada em um campo de futebol de grama verde.

A história da Fiel Torcida, a mais apaixonada e fiel do Brasil

Última atualização on 17/01/2024 by Navegue Temporada
Read More