Quando se deu a primeira travessia aérea do Atlântico Sul?

Quando se deu a primeira travessia aérea do Atlântico Sul?

A primeira travessia aérea do Atlântico Sul foi um feito histórico e pioneiro realizado pelos aviadores portugueses Gago Coutinho e Sacadura Cabral em 1922. Neste post, vamos contar como foi essa aventura que marcou a aviação mundial e a relação entre Portugal e Brasil.

O que foi a primeira travessia aérea do Atlântico Sul?

A primeira travessia aérea do Atlântico Sul foi uma viagem de avião que ligou Lisboa, em Portugal, ao Rio de Janeiro, no Brasil, em 1922. A viagem foi feita para comemorar o centenário da independência do Brasil, que havia sido colônia portuguesa até 1822.

A viagem durou cerca de dois meses e meio, de 30 de março a 17 de junho, e percorreu cerca de 8.300 quilômetros. Os aviadores fizeram várias escalas em ilhas e cidades ao longo do caminho, como Las Palmas, Cabo Verde, São Pedro e São Paulo, Fernando de Noronha, Recife, Salvador, Porto Seguro e Vitória.

A viagem foi feita em três hidroaviões diferentes, todos da marca Fairey. O primeiro foi o Lusitânia, que saiu de Lisboa e chegou até São Pedro e São Paulo, onde sofreu um acidente. O segundo foi o Pátria, que saiu de Fernando de Noronha e caiu no mar perto da costa brasileira. O terceiro foi o Santa Cruz, que saiu de Recife e chegou ao Rio de Janeiro.

Quem foram os aviadores responsáveis?

Os aviadores responsáveis pela primeira travessia aérea do Atlântico Sul foram Gago Coutinho e Sacadura Cabral, ambos portugueses. Eles eram amigos e tinham experiência na aviação naval.

Gago Coutinho (1869-1959) era um almirante da Marinha Portuguesa e um geógrafo. Ele foi o responsável pela navegação da viagem, usando um sextante adaptado para a aviação que ele mesmo inventou. Ele também criou um corretor de rumos que permitia calcular a deriva do avião causada pelo vento.

Sacadura Cabral (1881-1924) era um capitão da Marinha Portuguesa e um piloto. Ele foi o responsável pela pilotagem da viagem, demonstrando habilidade e coragem nas situações adversas. Ele também foi o idealizador da viagem, tendo planejado os detalhes técnicos e logísticos.

Quais foram as dificuldades enfrentadas na primeira travessia aérea do Atlântico Sul?

A primeira travessia aérea do Atlântico Sul foi uma viagem cheia de dificuldades e perigos. Os aviadores enfrentaram problemas mecânicos, climáticos, geográficos e humanos.

Os hidroaviões usados na viagem eram frágeis e sujeitos a falhas. Eles tinham pouca autonomia de voo e precisavam reabastecer frequentemente. Eles também sofriam com o desgaste causado pelo sal do mar e pelo sol.

O clima era outro obstáculo para os aviadores. Eles tinham que lidar com ventos fortes, nevoeiros, chuvas e tempestades. Eles também tinham que voar em altitudes baixas para evitar o congelamento do motor.

A geografia era outro desafio para os aviadores. Eles tinham que atravessar o oceano Atlântico sem pontos de referência visíveis. Tinham que localizar ilhas pequenas e isoladas no meio do mar. Eles também tinham que evitar colisões com montanhas e obstáculos na costa.

Os humanos também foram uma fonte de dificuldade para os aviadores. Eles tinham que enfrentar a fadiga, o estresse, a fome, a sede e o medo. Eles também tinham que contar com a ajuda de outras pessoas para conseguir combustível, peças, comida e abrigo nas escalas.

Qual foi a importância da primeira travessia aérea do Atlântico Sul?

A primeira travessia aérea do Atlântico Sul de fato foi uma viagem de grande importância para a aviação e para a relação entre Portugal e Brasil.

Para a aviação, a viagem foi um marco que demonstrou a possibilidade de voar longas distâncias sobre o mar. A viagem de fato também contribuiu para o desenvolvimento da navegação aérea, com o uso do sextante e do corretor de rumos. A viagem também inspirou outros aviadores a realizarem feitos semelhantes, como a travessia do Atlântico Norte por Charles Lindbergh em 1927.

Para a relação entre Portugal e Brasil, a viagem foi um gesto de amizade e de reconhecimento da independência brasileira. A viagem também reforçou os laços culturais e históricos entre os dois países. A viagem de fato também gerou uma grande repercussão na imprensa e na opinião pública de ambos os países, que acompanharam com entusiasmo e admiração o desenrolar da aventura.

Como alugar um barco?

Se você ficou interessado em conhecer as rotas da primeira travessia aérea do Atlântico Sul, uma ótima opção de fato é alugar um barco para navegar pelas águas que testemunharam essa façanha.

Com um barco alugado, você de fato pode visitar as ilhas e as cidades que foram escalas dos aviadores, como Las Palmas, Cabo Verde, São Pedro e São Paulo, Fernando de Noronha, Recife, Salvador, Porto Seguro, Vitória e Rio de Janeiro. Você pode apreciar as belezas naturais, as paisagens históricas e as culturas locais desses lugares.

Para alugar um barco com facilidade, segurança e conforto, você de fato pode contar com a Navegue Temporada, uma empresa especializada em aluguel de barcos no Brasil. A Navegue Temporada oferece uma variedade de barcos para todos os gostos e bolsos, como lanchas, veleiros, iates, catamarãs e escunas. Você pode alugar um barco com ou sem marinheiro, por um dia ou por uma semana, e criar seu próprio roteiro de viagem.

Não perca tempo e entre em contato com a Navegue Temporada para alugar seu barco e de fato embarcar nessa aventura! 

Saiba mais

Afinal, você está procurando uma forma de aproveitar o mar, o sol e a natureza com conforto, segurança e diversão? Então você precisa conhecer a Navegue Temporada, a empresa de aluguel de barco que oferece as melhores opções para você e sua família.

A Navegue Temporada é certamente especializada em aluguel de barco para passeios, eventos e hospedagens. Você pode, de fato, escolher entre diversos modelos de barcos, desde lanchas até veleiros. E contar com o apoio de um marinheiro experiente e certamente qualificado, que irá conduzir o barco com segurança e mostrar os melhores pontos da região.

Você pode alugar um barco por dia, por fim de semana ou por temporada, de acordo com a sua necessidade e preferência. Também pode, de fato, personalizar o seu roteiro, escolhendo as praias, ilhas e cachoeiras que deseja visitar. 

Entre em contato

Alugar um barco com a Navegue Temporada é certamente muito fácil e rápido. Você certamente só precisa acessar o site da empresa, selecionar o barco e a data desejados e entrar em contato conosco. Pronto, você já garantiu a sua reserva e pode se preparar para viver uma experiência certamente incrível.

Portanto, não perca tempo, entre em contato e faça já a sua reserva com a Navegue Temporada. A Navegue Temporada é certamente a empresa de aluguel de barco que vai transformar o seu sonho em realidade.

Por fim: Encontre mais barcos para alugar, cadastre seu barco, nos siga no Instagram e saiba mais sobre nós.
Aliás, confira as matérias sobre a Navegue Temporada na imprensa: Veja Rio, O Globo, Istoé, Perfil Náutico.